quarta-feira, 30 de abril de 2008

HOMENAGEM AO PRIMEIRO DE MAIO

Operários - Quadro de TARSILA DO AMARAL
.
MÃO-DE-OBRA
Oswaldo Antônio Begiato
.
Você é feito
de asfalto na porta de casa,
de shopping center,
de supermercado,
de roupas de grife,
de jantares à luz de velas,
de correntes de ouro,
de pedras preciosas,
de ar condicionado,
de controle remoto,
de carro importado,
de cruzeiros,
de aviões,
de cartão de crédito.

Eu não!
Eu sou feito
de caminhar sob a chuva e sob o sol.

Sou feito
de cachaça,
de farinha,
de contas penduradas
no mercadinho,
no boteco,
na farmácia.

Eu sou feito
de colher de pedreiro,
de desempenadeira,
de nível,
de prumo,
de cimento,
de pedra bruta,
de areia,
de ferro,
de esmalte,
de verniz,
de tinta,
de madeira,
de gesso,
de barro.

Sou feito
de canteiros,
de plantas,
de retas,
de curvas,
de larguras,
de comprimentos,
de alturas,
de profundidades,
de ângulos,
de esquadros.

Sou feito
de cáries,
de calos,
de encravos,
de acidentes de trabalho,
de cicatrizes,
de invalidez permanente.

Sou feito
de pele queimada
pelo sol
e pela cal
do meu trabalho.

Você não!
Você é feito
pelo cabeleireiro,
pelo pedicuro,
pelo dentista,
pelo médico,
pelo direito.

Você é feito
de pele queimada
pela praia
e pelo sol
de suas férias.

Você é guiado pelo psiquiatra,
eu, pelas mãos de Deus!

4 comentários:

Anônimo disse...

Amigo,
Seu Blog está magnífico!
Lindíssimo...
Amei, está de parabéns pelo capricho e pelas poesias.
Beijos Ana

Oswaldo Antônio disse...

Obrigado Ana...
obrigado...
bjos.w

Kathy disse...

Impossível você se esconder, ficar protegido atrás dos teus poemas.
De alguma forma eles te delatam, por mais herméticos que possam parecer.
E como já lhe disse: gostar das tuas poesias é tão fácil...

Kathy

Oswaldo Antônio disse...

Kathy,

obrigado.
pela tua delicadeza.
pela tua espreita.
bjos.w