sábado, 23 de julho de 2011

NA NAVE


......................................Arte: wado

NA NAVE
Oswaldo Antônio Begiato

Na nave da igreja velha
Às nove horas em ponto
A neve desce pontual.
O noivo, cheio de laços,
De novo, com fé promete,
À noiva cheia de credo
Não lhe ser fiel na vida.

Feito isso foram felizes
Até que a morte os separou.

4 comentários:

isa disse...

Boa noite,meu Amigo!
Boa Noite,Poeta!
Sorri perante a ironia do juramento.
Para pensar este seu Poema e...para me dar razão.
Beijo.
isa.

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Bom dia, querido poeta e amigo Oswaldo! Gosto das suas prosas poéticas, sempre trazendo no fechamento reflexões. "O amor cobre a multidão de pecados." Desejo que esteja bem de saúde.Um abraço carinhoso.Neneca

KOISAKIMARKA disse...

PARABÉNS POETA!!
UM LINDO BLOG, UMA LINDA FAMÍLIA!!
Amei d+ a foto de seu pai e mâe. que DEUS os abençõe imensamente!!

Milene Sarquissiano disse...

Oi Begi...
é interessante como esta poesia vai criando em nós uma sensação de euforia,de torcida até,pelos personagens.E quando a gente se prepara pra ler um final feliz(daqueles óbvios)somos surpreendidos pela tua tão peculiar originalidade.
E é bom que seja assim, como tão lindamente descreves a poesia.
Contos de fada, só nos contos.

beijos

milene