quarta-feira, 3 de agosto de 2011

À MAIS BELA AVENIDA DE MINHA CIDADE


NOVE DE JULHO
Oswaldo Antônio Begiato

Hoje eu descobri uma poesia nova.
Lindíssima ela fala de canteiros e seus botões,
Fala de luzes e suas alucinações,
Fala de estrelas e seus secretos desejos,
Fala de um córrego que acolhe o choro...

Hoje eu descobri uma poesia lindíssima
Dessas que falam de um amor só visto em cordéis.

Hoje também passei pela Nove de Julho.
Reinaugurada. Belíssima como uma moça apaixonada.

Mais bela até do que a poesia que descobri hoje.

Jundiaí, 10 de julho de 2.011.

4 comentários:

isa disse...

Meu querido Amigo e meu Poeta,e eu descobri a singeleza que "casa"com a arte e tive desejos de visitar essa
Avenida!
Boa noite!
Beijo.
isa.

M@ria disse...

Correndo os ares, na amplidão perdida,
Essa música doce, é a voz, talvez,
Da alma de tudo, celebrando a Vida!

(Olavo Bilac)

Bom dia e o meu carinho...M@ria

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Que versos encantadores meu querido amigo poeta! Como você sabe lidar com as emoções e as palavras. Adorei!
Muita paz e luz em seu caminho.
Com todo meu carinho!
Beijos, Neneca.

MEU EGO disse...

BELA POESIA!! POETA,PARECE ATÉ ESCUTAR UMA VOZ SUAVE RECITANDO TAMANHA GRANDEZA..SÁBIAS PALAVRAS ESCRITAS...