domingo, 11 de abril de 2010

AMOR


AMOR
Oswaldo Antônio Begiato

Eu te amo desde que vi o teu primeiro sacolejar de ancas,
Descendo as escadarias da Vigário,
Com cabelos longos e negros e castiços
Em tranças e soçobrando em tua bunda luaceira.

Amei-te com um amor raro, inusitado,
- Incompreensível até -
Encontrado somente em corações revestidos de platina
E nas almas diamanticamente azuis.

Estranho é me pegar descobrindo com um coração enferrujado,
Uma alma desleixadamente coberta de carvão
E tu os impregnando como se fosse um turbilhão irremovível,
Polindo e lapidando tudo com tamanho estardalhaço
Que até o silêncio dentro de mim despertou assustado. E limpo.

Isso sim é amor raro. O teu.

13 comentários:

Fada do Mar Suave disse...

Que lindo!!! Quanta sensibilidade e beleza! Deixa-me emocionada a cada palavra que leio. Parabéns!

Zylene Favavatte disse...

Ah! Meu mais lindo e amado amigo poeta... Desleixada e enferrujada fiquei eu por lá, sem te... que falta tu me faz! O meu coração dói, como se um espartilho de aço estivesse oprimindo-o. Por lá ainda não sei se volto sem te e sem minha "adorável, encantadora amiga" que também não está por lá... Aqui eu sempre venho bater minhas azinhas... mas me faltava coragem de pousar... amo te infinito...

M@ria disse...

Olá poeta!
Amo passar por aki para ler-te.
Um pouco ausente , mas voltei.
Beijos poéticos prá ti!!

Carol disse...

Amor raro - simples amor..
Gostei muito das suas poesias..

M@ria disse...

Há pensamentos que são orações.
Há momentos nos quais,
seja qual for a posição do corpo,
a alma está de joelhos.
.
Victor Hugo

BOM DOMINGO......Amor & Paz!!

Milene Sarquissiano disse...

Não canso de vir aqui ler-te e reler-te.
Tuas poesias tem dedos(e creio,longos)pois tocam lá no fundo da alma.
Definitivamente, você é de outro mundo: um ser iluminado.

Preciso sempre de uma tigela quando venho aqui, porque babo muito mesmo.

Parabéns!

Milene(a moura)

Regiane Campos disse...

Ahhh que lindas poesias Beg...
minha alma precisa deste bálsamo que são tuas palavras..Meu coração dói de saudades de vc..
Um abração...
Amo-te
Regiane.

M@ria disse...

Nada se assemelha à alma como a abelha. Esta voa de flor para flor, aquela de estrela para estrela. A abelha traz o mel, como a alma traz a luz.

Victor Hugo

Bom Domingo e beijos perfumados prá ti.

M@ria disse...

Tem selinho aqui pra voce.....venha buscá-lo

Este blog é um luxo.....em destaque no M@ria M@ria
http://marialbozolipoesias.blogspot.com/

Simplesmente disse...

...E EU TE AMO pq voce escreve com encantamento e maestria, pq sua amizade é limpida e cristalina e por ser voce...simplesmente único!

Beijos com carinho

INFETO disse...

Que esse coração plantinado aguente o tranco desse amor. abraços

http://poesiafotocritica.blogspot.com/

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Querido amigo,
Que belo poema! Seus versos voam, nas asas do vento, levando a sensibilidade de sua alma, para cada leitor.
Um abraço!
Neneca.

AMOR E POESIA disse...

Meu querido amigo Begiato, estou adorando seu blog...Seus poemas me emocionam com tamanha beleza....Parabéns!
Beijos carinhos.