terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

IMPRESCINDIBILIDADE


IMPRESCINDIBILIDADE
Oswaldo Antônio Begiato

No principal cruzamento do Butão,
um pequeno e fechado reino nos Himalaias,
instalaram um semáforo.

O rei, por decreto, mandou derrubar
sob o argumento de que aquilo era muito deprimente.

Mandou colocar no lugar um ser humano.

5 comentários:

Isa disse...

Boa tarde, meu Amigo e Poeta!
Quando os poderosos decidem o que
fazer...por decreto,é a triste realidade!
Mesmo assim deixo aqui o meu sorriso.
Beijo.
isa.

Gilber†o Begia†o disse...

meu amado irmão poeta passo sempre por aqui para atualizar-me em suas poesias. Mais vez saio daqui feliz pelo que li. Parabéns!!!!

Anônimo disse...

Parabéns Begy.
Teu Blog está cada dia mais belo e os poemas também.
Saudades.

Beijos

Maithê disse...

Parabéns Begy.
Teu Blog está cada dia mais belo e os poemas também.
Saudades.

Beijos

Milene Sarquissiano disse...

Ser poeta é isso,fazer poesia com o que parece impossível.
Haja criatividade.

Parabéns!!

bjos

milene