sábado, 17 de outubro de 2009

CONTRADANÇA


CONTRADANÇA
Oswaldo Antônio Begiato

Te quero rubra
Te fazes branca
Te quero branca
Te fazes água
Te quero água
Te fazes jóia
Te quero jóia
Te fazes mulher

Te quero rosa
Te fazes nuvem
Te quero nuvem
Te fazes solo
Te quero solo
Te fazes vôo
Te quero vôo
Te fazes mulher

Te quero brisa
Te fazes vácuo
Te quero vácuo
Te fazes sopro
Te quero sopro
Te fazes vida
Te quero vida
Te fazes mulher

Te quero carne
Te fazes sonho
Te quero sonho
Te fazes pele
Te quero pele
Te fazes cheiro
Te quero cheiro
Te fazes mulher

Te quero rasa
Te fazes poço
Te quero poço
Te fazes seca
Te quero seca
Te fazes doce
Te quero doce
Te fazes mulher

Te quero terna
Te fazes vulcão
Te quero vulcão
Te fazes neve
Te quero neve
Te fazes fogo
Te quero fogo
Te fazes mulher

Te quero fênix
Te fazes cinza
Te quero cinza
Te fazes cheia
Te quero cheia
Te fazes colo
Te quero colo
Me fazes homem

6 comentários:

Helena Castelli disse...

É sempre muito bom te visitar. Gosto de vir aqui.
A cada visita que faço minha alma renova-se.

Beijos meus, com carinho. Sempre.
Helena

REGGINA MOON disse...

Osvaldo,

Para mim é uma grande honra tê-lo em "nosso" Blog...muito obrigada por sua visita, venha sempre!

"Contradança"...maravilhoso!

um grande beijo, bom Domingo!!

Reggina Moon

Milene Sarquissiano disse...

VOCÊ É MEL.
É INSPIRAÇÃO.
É INSPIRADO.
É TUDO DE BOM PARA NÓS, TEUS LEITORES.

BEIJOS,MEU POETA INCOMENSURÁVEL!

Maria Bonfá disse...

querido e doce poeta.. linda sua poesia.. vc é tão suave e encantador que me emociona.. beijos

Brilho da Lua disse...

Querer, amar, desejo, Lua, noite e música elementos que impulsionam um poeta a viver.

Ana Lia disse...

Querido Oswaldo, passei novamente aqui em seu lindo espaço e "roubei" sua contradança..
Esta postado meu meu blog com devidos créditos!!
Amei a poesia!!
Abraço afetuoso