quinta-feira, 3 de setembro de 2009

ABRAÇADO PELO MEDO


ABRAÇADO PELO MEDO
Oswaldo Antônio Begiato

Quero trocar essa trincheira onde me colocaram
Menino ainda, com o coração farejando seus rumos,
Por uma bandeira branca na ponta de meu fuzil.

Quero trocar essa farda manchada com o sangue,
Extirpado de minha pele contaminada furtadamente,
Por um terno risca de giz com uma orquídea na lapela.

Em tua boca cálida quero provar um tango vermelho.

Meu Deus, não suporto essa fé pálida e essa luta pávida!

8 comentários:

Maria L. Bózoli disse...

Lindo Poeta!!!!!
Como sempre seus textos são maravilhosos!

Beijos prá ti.....Boa Noite!

Milene Sarquissiano disse...

Pois prove o tango, o bolero, a valsa...prove todos os ritmos de uma paixão.
Lindo demais
Amo tu, poeta...beijos

Milene

Sonia Schmorantz disse...

Gosto muito de seus poemas, já publiquei alguns porque penso que tudo que é bonito deve ser muito divulgado, desculpa não ter pedido autorização!
O de hoje não poderia ser diferente, por isso a dificuldade de comentar...
um abraço, ótimo final de semana

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

Desde mis --- HORAS ROTAS ---

y --- AULA DE PAZ ----

TE SIGO . --- POESIAS -----








comparto tu blog

con un fuerte abrazo y

Saludos cordiales de amistad:




afectuosamente :
OSWALDO POESIAS





jose

ramon…

Elza Fraga disse...

Gostei demais do seu blog!
Dei uma xeretadinha básica,
rsrsr, mas vou voltar sempre.
Bitokitas de sucesso e luz procê.

Anônimo disse...

Oswaldo não te achei mais no Orkut, o email que você passou para os poetas del Mundo, os emaisl que enviei voltaram... preciso fazer um comunicado, entre em contato.

Anônimo disse...

Oswaldo não te achei mais no Orkut, o email que você passou para os poetas del Mundo, os emaisl que enviei voltaram... preciso fazer um comunicado, entre em contato.
Sonia Medeiros imamura

Serena Flor disse...

Como sempre lindos os poemas...parabéns meu querido!
Um grande beijo e ótima semana pra ti.