domingo, 16 de outubro de 2011

QUARESMA



QUARESMA
Oswaldo Antônio Begiato

a esmo e quando a tristeza era do dia
o mesmo lesma se acasala
com a mesma lesma na árvore virgem

a quaresmeira cheia de cio
acha uma maneira de ser faceira
se florindo feita donzela
diante do apanágio

a lesma dá à luz o roxo
na quaresmeira
enfeitada de semana santa

esperemos a ressurreição

3 comentários:

mauro disse...

Meu caro Begiato,
tão largo nas palavras,
tão vívido nos sentidos,
tão aberto no coração,
ainda crente na quaresma,
ainda crente na ressureição.

Que alegria,
Encontrá-lo poeta!
(quem diria)
Eu, seu amigo de infância,
na reclusão redentorista!

Mauro Alves dos Santos, ou
simplesmente "Tabela".

Aliás no proximo sabado 22/10 encontraremo-nos - ex-seminaristas - como todo ano, em Mairinque, para trocar lembranças.
Que tal aparecer por lá para comer um churrasco com os demais?
Tá convidado: contato com Staliano jrstal@hotmail.com ; eu : mauves@uol.com.br
Um grande abraço

lindonorlima disse...

Quanta saudade deste cantinho poético.
Comparo a minha saudade, como se fosse a saudade boa da infância. Aquela que quando nos lembramos, vem um sorriso gostoso na boca.
Um grande beijo meu querido poeta.

sparapannipoesias disse...

Wado euzinha Ignez hehehehe olha ai oh!
“SEM SOMBRAS
ANTONIO OSWALDO BEGIATO

Ao meio dia
De um domingo
... ... Prenhe de sol
E enamorado de outubro
Rompi espontâneo
Como um botão de rosa fêmea
Que nasce sem ser esperado.”

Nasci, sob o signo de escorpião,
em 26 de outubro do ano de 1.953,
na cidade de Mombuca,
um pequeno encanto
no canto interior
do Estado de São Paulo.

Menor que a cidade só eu mesmo.

Ainda pequeno vim para Jundiaí,
também São Paulo, Terra da Uva,
da qual experimentei o sabor do fruto
e jamais a deixei.

Nela me fiz advogado sem banca,
aposentado sem queixas
e onde perambulo até hoje,
buscando, perdidas nas sarjetas,
as palavras que me usam
para escrever poesias as quais publico aqui
e na internete de um modo geral,
além de ter participado com elas
de algumas Antologias pelo Brasil.
Em 1988, publiquei um livro de poesias,
sem muita importância chamado "O Menino" e feito artesanalmente
em um mimiógrafo antigo.Ver mais
CurtirCurtir (desfazer) · ·Seguir (desfazer) publicaçãoSeguir publicação · há 8 horas
Naldo Velho curtiu isto..


Naldo Velho Este cara é bom! Traz ele pro grupo.há 6 horas · CurtirCurtir (desfazer).Ignez Sparapanni ELE ESTA FORA DA REDEhá 6 horas · CurtirCurtir (desfazer).Naldo Velho Pena! Ele tem um trabalho muito consistente.há 6 horas · CurtirCurtir (desfazer).Marcia Tigani BEGIATTO ESTÁ NO ROL DOS GRANDES POETAS ATUAIS,A MEU VER!há 6 horas · CurtirCurtir (desfazer).Damaris Lopes Gente, que cara excelente!!! Eu não conhecia, me desculpem, mas gostei muito, Ignes!há 12 minutos · CurtirCurtir (desfazer).