sábado, 16 de abril de 2011

OLHARES DIURNOS


OLHARES DIURNOS
Oswaldo Antônio Begiato

Há tanta veracidade em ver a cidade
sem muitas flores em seus concretos,
sem muitas almas em suas carnes e seus ossos
movendo-se como um turbilhão infindável.

Quando eu era menino
guardava sempre pétalas de flores
no meio de meus livros. Eu preferia os livros de poesia.

A flor da qual eu mais gostava de guardar as pétalas
era a rosa.

Um dia arrumei uma namorada que se chamava Rosa.
Contei isso pra ela e ela nem ligou.
Então eu desisti dela e fui namorar uma brinco-de-princesa:
- Hoje somos unha e carne.

Ela me ensinou a questionar a quem pertence a alma:

Ao osso,
ao sangue
à carne?

A alma pertence à unha, dizia ela
com sua sabedoria de flor.

Dizia mais:

- Há em cada porto uma porta aberta.
Há em cada linho uma linha reta.
(Sempre é possível começar uma vida nova com uma roupa limpa.)

Planejei mil folhas de alecrim
sem pauta e sem nervuras,
todas brancas como almas de criança,
a fim de escrever um lindo verso de amor.

Mas aí aconteceu essa brinco-de-princesa
fazendo-me poeta e urubu rei, dono de todas as alturas,
e meu verso ficou tão bonito que passaram a me chamar de o poeta das nuvens.

Sei que isso é exagero, mas gosto porque me deixa mais apaixonado ainda
pela flor que se instalou na orelha da princesa.
Azar o meu que fui brincar com o amor. Ou será sorte?

6 comentários:

Isa disse...

Meu querido Amigo,meu Poeta Amigo,
como consegue fugir da realidade um
tanto amarga e refugiar-se na beleza
das flores?!
Ainda bem que foi brincar com elas e
sorrir ao Amor.
Beijo.
isa.

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Querido amigo, que poema encantador!
Senti saudade e e vim matar um pouco lendo suas pérolas. O amor é sublime e desperta na gente uma sensação boa que eleva nossa alma. Fico muito feliz quando visita meu blog.
Um grande abraço, Neneca.

Maria Helena Mueller - Lelê disse...

Olá belo Poeta!
Sempre estou passando por aqui e me encantando com suas poesias!
Hj em especial vim lhe desejar uma Páscoa recheada de mtas Alegrias, Paz e Harmonia!
Com carinho, Lelê.

Taty Reis disse...

Oswaldo,obrigada!
È um prazer e satisfação ter os seu lindo poema no meu blog e que Deus continue abençoando a sua mente e o seu coração para sempre nos prestigiar com a sua bela arte.

Beijo!
Taty Reis

Milene Sarquissiano disse...

Eu venho sempre aqui, tendo ou não poesia nova. E muitas vezes deixo de comentar porque me faltam palavras. Agora mesmo, procuro alguma que supra o extraordinário, o magnífico, o genial. Mas sou inábil com elas. Isso é coisa pra poeta. Isso é coisa pra OSWALDO ANTÔNIO BEGIATO, O POETA ENCANTO.

bjos

milene

BLOG DO POETA AMAROPEREIRA disse...

Nessa cidade cinza, encontrei um recanto verde com muitas flores desabroochando.
Olhares Diurnos... com um lindo final de amor feliz.
Parabéns poeta.
Um beijo no coração.