sexta-feira, 11 de junho de 2010

O PALHAÇO E SUA FLOR


O PALHAÇO E SUA FLOR
Oswaldo Antônio Begiato

Ele não tem mais lágrimas visíveis:
- Os maquiadores práticos de plantão,
No uso de suas atribuições ocultadoras,
As retiraram de seu rosto, amiúde.
Com tintas faciais e nariz de mentira;
Nele colocaram longas horas vagas.

Vagas horas de dor escondida
Sob um véu que cai no meio da arena.
- Por conta desse número parece feliz.

Feliz parece. Não é infeliz. Certamente.
A tristeza é que vez por outra
Aflora por lá. Abotoa e aflora.
Mas como toda flor cheia de requinte,
Frágil abotoa, aflora e fenece.
Finda rapidamente. Efemeramente.
Para o bem de nossas estagnações.

Para o bem da alegria intensa e expansiva,
Que as crianças avivam dentro dos olhos;
Olhos miúdos e úmidos. Ao vê-los juntos.

Há coisas que só os pequenos enxergam.

5 comentários:

Neneca Barbosa - Um ser humano em evolução! disse...

Que lindo poema, meu poeta querido!
Lembrei dos tempos idos, onde gostava muito de ir ao circo.E o palhaço,me encantava. Hoje é que compreendo que debaixo da cara pintada se encontra um ser humano com problemas, como todos nós, e que vive para transmitir alegria ao seu público, mesmo às vezes chorando por dentro.
Um carinhoso abraço!
Neneca.

Simplesmente Helena disse...

Meu querido Wado,poeta maior...
Quantas saudades de voce e de suas belissimas criações em minha página!
Acabei de ler sua linda postagem poética e não resisti em vir aqui para ler e me encantar com esta sua mais recente criação.
Ao se ver um palhaço,com sua cara pintada e alegria fremente,mal se imagina que é como qualquer um de nós,sujeito a todas as emoções que nos fazem humanos.
Beijos saudosos,doce poeta...

Fetiche D´Amour disse...

Como adoro ler a magia dos teus pensamentos, vertida entre teus dedos.

Carinho de uma admiradora.

Isa disse...

Wado,Poeta que leio,devoro,releio,
sempre com o mesmo encanto.
Na verdade são as crianças que melhor entendem o mistério da lágrima,do sorriso,de um palhaço.
Quanto sofrimento escondido,recalcado
para divertimento de outros...
Um terno e Amigo beijo.
isa.

cida disse...

Oi, adoro ler seus poemas, fico me sintindo renovada, pois para mim o palhaço ainda continua sendo um transmissor de alegriaaaa!!!
abraços mill.