segunda-feira, 10 de novembro de 2014

RECAÍDA

RECAÍDA
Oswaldo Antônio Begiato

Hoje achei,
perdido na rua,
um brinco de pérola.

Pérola crua.

Na veia do brinco veio
a cor da pele da lua
e o perfume dela,
da dona do brinco.

Um perfume assim,
cheio de ciúme.

Um perfume feito
de ardume.

Extrato de ardume tratado
em laboratório.


Me deu uma vontade insana de me apaixonar novamente.

2 comentários:

Rosemary Hanai disse...

Gostei muito de conhecer mais poesias suas, cheias de sensibilidade e profundidade. Parabéns, Oswaldo!

Hellen disse...

Oi, Oswaldo, como sempre, venho aqui e não me surpreendo com como você consegue mostrar a arte do dia-a-dia.
Abraço