segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

A UM POETA





A UM POETA
Oswaldo Antônio Begiato

Olhe dentro desta cesta de vime
o tanto de palavras
que eu encontrei brotando por aí.

Prove-as.

Os poetas têm o direito
de experimentar
todas as palavras,
até mesmo as mais venenosas.

4 comentários:

isa disse...

...e depois lançam-nas ao vento,ora encantando,ora fazendo sorrir ou pensar.
Poesia é isso tudo.
Beijo.
isa.

Marluce Aires disse...

No decorrer dos dias ou anos, experimentamos muitas coisas amargas; mas, ainda bem que tudo passa e aqui estamos nós a rascunhar a história desses dias, desse tempo e dessas amarguras venenosas que muitas das vezes temos que experimentar. Boa noite meu amigo. Que o DEUS de JACÓ, te ilumine sempre.........

Marluce Aires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maithê disse...

Adorei poeta.Que 2013 seja um ano muito inspirador e encantador pra ti.Um beijo