segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

ESTÁTUA DE SAL


ESTÁTUA DE SAL
Oswaldo Antônio Begiato

Então...
Não estranhe o meu andejar manco
de lá pra cá, de cá pra lá, sem muito critério;
sou apenas o luar insano e débil
se perdendo da lua;
a lua transviada no meio da poça
se perdendo da noite;
a noite embriagada de solidão
se perdendo do amor;
o amor se perdendo... Se perdendo!

Não me trate como se eu tivesse quinze anos.
Não se iluda. Tenho algumas eternidades,
e um monte de fotos a serem desvendadas
(de um semblante que encontrei enrugado
no reflexo proporcionalmente inverso
à imagem paralisada de meu rosto
amando a face oculta da lua, à meia noite.)
- Isso sim é perdição!

Estou aqui desde ontem
com a mesma roupa no avesso,
o mesmo sapato sem sola,
a mesma rua e a mesma esquina sem saídas,
os mesmos eclipses sem placas,
as mesmas corrosões velozes,
os mesmos medos fotografados,
e o mesmo olho inchado de tanto te olhar:
- É olhar-te em vão que tem me apequenado.

Então...
É que quando te olho me vejo dízima periódica;
cavalo de São Vicente:
- Carrega peso e não sente.
Sentimentos meus que os fatos iludiram.
Eles não têm mais importância alguma.
Eles não têm razão nenhuma para me furtar o sorriso,
mas eles fazem as lágrimas me beijarem palpitantes
as minhas horas mais frágeis.
Frágil, venho abaixo. Viro sal.

Não visses ainda que quando abotoas
no meio de meus confins
enche meus olhos de jardins
e meu coração de espinhos?
Ajardinado, vou-me fugaz... Sem olhar para trás.

16 comentários:

Milene Sarquissiano disse...

E eu fico petrificada diante dessa belíssima poesia.

Que escola é te ler...que mestre divino és.

Lindo,Begi.Lindo,de salgar os olhos e face.

beijoss

ana wagner disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ana wagner disse...

Esse teu poema é lindamente
confessional! Obra de um poeta que não hesita em expor seus sentimentos e relatá-los com uma meiguíce que é tão tipica tua.És mesmo um Guerreiro,
Oswaldo Antònio Begiato!
Um imenso Poeta Guerreiro!
Neu carinho.
Aninha

NELLY disse...

gosto demais de suas poesias.

um abraço

MARIA L. BÓZOLI disse...

Tem mimo p/ todos meus amigos aki no blog......Venha buscar.

Beijos.........M@ria

Sereia disse...

Uma boa tarde poeta...
Linda postagem, confesso q as vezes tenho uma certa dificuldades de interpreta-los por outro lado prende muito à atenção...(Reflexão)
Bjs.


Paz
__________________União
_________________Alegrias
________________Esperanças
_______________Amor.Sucesso
______________Realizações★Luz
_____________Respeito★harmonia
____________Saúde★..solidariedade
___________Felicidade ★...Humildade
__________Confraternização ★..Pureza
_________Amizade ★Sabedoria★.Perdão
________Igualdade★Liberdade.Boa-.sorte
_______Sinceridade★Estima★.Fraternidade
______Equilíbrio★Dignidade★...Benevolência
_____Fé★Bondade_Paciência..Gratidão_Força
____Tenacidade★Prosperidade_.Reconhecimento

CAMPANHA: VAMOS FAZER ESTA ÁRVORE CIRCULAR
NOSSO ATÉ O FIM DO ANO PARA ENERGIZAR 2010!!!
PARTICIPE VOCÊ TAMBÉM ENVIE PARA AMIGOS
QUE VOCÊ CONSIDERA ESPECIAL

Sonia Schmorantz disse...

Natal...
É o mês de confraternização Agradecimento pela vida
Bênçãos ao filho de DEUS
União, amor, reflexão!

Que o bom velhinho traga um saco cheinho de paz,
harmonia, fraternidade
Que o gesto de ternura se estenda de várias mãos
Que ao som dos sinos
O amor exploda em toda direção!

FELIZ NATAL!
UM ANO NOVO DE FÉ E SUCESSO!

"Cantinho Poético" disse...

Um mimo pra vc aki no Cantinho Poético...venha buscá lo.....

Beijos.........M@ria

Sereia disse...

Desejo que o seu Natal seja brilhante de alegria, iluminado de amor, paz e harmonia. Feliz Natal!!!

Helena Castelli disse...

É Natal!
Renasçamos todos, pois. Senão pela comemoração que representa o nascimento de Jesus, mas pelo Jesus Deus que nos ampara e nos redime. Senão pela festa, mas pela significância de um homem que deu a vida por todos nós - e, ainda assim, é crucificado diariamente por grande parcela desta dita humanidade.
Renasçamos no seio do Senhor, Ele que é Deus presente.
E façamos esse Deus renascer, mais uma vez, entre nós, em nós.

Beijos de Feliz Natal.
Helena

Sereia disse...

Bom dia!!!
Se chovesse felicidade eu te desejaria uma tempestade.
Feliz Ano Novo.

Sil disse...

Feliz Ano Novo!

É chegado um Novo Ano
Junto a ele encerram-se alguns capítulos
É chegado um Novo Tempo
Cabe a nós fazê-lo realmente Novo.

É tempo de levantar as mãos aos céus e agradecer
Abrir os olhos do coração, reconhecer a luz soberana sobre nós
Receber uma graça especial para trilhar novos caminhos
Acordar os sonhos adormecidos, e pela fé, trazê-los a existência.

É tempo de esvaziar os odres para receber vinho novo
Abrir novas páginas, escrever novas histórias
Multiplicar os abraços, as ações de bondade
Valorizar o outro, almejar o amor, a paz

É Tempo de alcançar o inalcançável
Abraçar os dias com gratidão, alegria e perseverança
Replantar sementes, colher novas flores, novos frutos
Transpor fronteiras com ousadia e firme esperança.
(Arnalda Rabelo)

Saúde...amor...paz...conquistas...sorrisos!!!
Feliz 2010!
Beijuus...
Sil

M@ria disse...

Neste ano novo, quero ver as pessoas compartilhando felicidade,
distribuindo sorrisos e quero fazer parte desta festa de renovação pessoal.
Neste momento de reflexão, quero que meus votos de Feliz Ano Novo,
sejam mais que palavras soltas numa noite de festa.

Quero que elas entrem em seu coração, e desperte em você o desejo
de ver todos os objetivos alcançados, e os sonhos realizados.

Feliz Ano Novo!Feliz 2010!!

Com meu carinho de sempre M@ria

Teu Olhar... disse...

Querido poeta ...

Vim te desejar de um Ano Novo Maravilhoso,
de Renovação, Paz,
Tranquilidade,
muita e muita Saúde,
Esperança de um Mundo Melhor para todos nós...
Que seja doce, leve e suave...

Que o Papai do Céu te tenha nas palmas das mãos por todo Ano Novo...

FELIZ 2010
beijo
Ana...

Esperança

Lá bem no alto do décimo segundo
andar do ano vive uma louca chamada esperança
E ela pensa que quando todas as sirenas
Todas as buzinas
Todos os reco-recos tocarem
Atira-se.
E : - ó delicioso vôo!
Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,
Outra vez criança...
E em torno dela indagará o povo:
- Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?
E ela lhes dirá
(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)
Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:
- O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Mário Quintana

Maithê disse...

Lindo poema querido poeta!
Já estou com saudades de voce.Dos teus recados tão gentis e amorosos no orkut.

Beijos

Ti lóvio

Em casa de Poeta... disse...

Oswaldo, onde anda vc Poeta??? Tô preocupada!!!!!!